sexta-feira, 27 de julho de 2018


DA SÉRIE: ENSAIOS QUE NOS LEVAM A PENSAR
Subsérie:  Estranhos, mas, lógicos pontos de vista

O PARADOXO DE UM RACIOCÍNIO DE STEPHEN WILLIAMS HAWKING.

Um dos maiores cientistas da atualidade.

A VISÃO DE TRÊS GÊNIOS
1* O que levou a humanidade a se desenvolver foi o pensar dos humanos mais inteligentes, estes, hoje, nós os chamamos de sábios! Veja como pensava estes três mestres do raciocínio: (Detesto o sábio que não é sábio por si próprio. “Eurípedes” 480-406 aC.) – (Vã é a sabedoria que não é útil ao sábio. “Quintus Ennius” 239-169 aC.) – (Não basta adquirir sabedoria; é preciso tirar proveito dela. “Cícero” 106-43 aC.) -
2* Para salvar o planeta, a quem poderíamos recorrer! Seria sensato seguir os raciocínios dos idiotas, dos estultos? A matéria que mais falta ao homem é a sensatez. O problema maior é que os Príncipes, (os governantes), não ouvem os sábios, todo Príncipe, inescapavelmente, julga-se um sábio e torna-se conselheiro de si próprio. A história da humanidade é um corolário de insensatez. Um grande exemplo está aqui dentro de nossa pátria, nossos políticos primam pela insensatez. “Vixe Padim Ciço”! Comecei a conspurcar meu singelo ensaio, ao citar essa classe que envergonha a Pátria.
Analisemos o pensar do sábio cadeirante, diga-se de passagem, um dos maiores gênios da atualidade…
3* Em agosto do ano de 2010, o pensador e cientista inglês Stephen Williams Hawking; externou sua opinião de que seria extremamente perigoso um contato “imediato de terceiro grau” com seres alienígenas, (um contato direto), concordo plenamente com o mesmo, com um senão, como não podemos prever como seríamos tratados por seres de uma raça naturalmente mais evoluída tecnologicamente que a raça humana. Então toda cautela seria salutar. Qualquer raça que conseguir cruzar as imensas distâncias que nos separam dos planetas extra-solares e conseguir nos visitar, com toda a certeza será milhares de vezes mais desenvolvida tecnologicamente que nós! O grande e real problema de um contato com alienígenas, não seria oferecido por seu desenvolvimento tecnológico, mas sim, por seu grau de desenvolvimento espiritual, se algum dia ocorrer este tipo de encontro, (eu piamente creio que vai ocorrer), não por conta do nosso desenvolvimento tecnológico, mas, por conta do deles. Nós ainda não conseguimos sair do sistema solar, nossas máquinas já saíram do sistema solar, mas, o homem não saiu ainda. Os nossos sinais de rádio só penetraram na Galáxia no máximo oitenta anos luz, somente na década de 1930 conseguimos produzir ondas de rádio suficientemente potentes, e (intencionais ou não), para penetrar no espaço sideral, (espaço inter-galáctico), sendo, que só nos interessa o que penetrarmos em nossa galáxia, (vale observar que estes primeiros sinais de rádio nem saíram de nossa Galáxia ainda), mal deram os primeiros passos! Se por ventura uma sociedade inteligente de extraterrestres, após oitenta anos, ou seja, “hoje” estiver recebendo estes nossos primeiros sinais de rádio intencionais ou não, só daqui a outros oitenta anos receberemos seus sinais de rádio de volta, como resposta. Isto pressupondo que nossos sinais foram recebidos por uma civilização, no mínimo com nosso mesmo avanço tecnológico.

4* O grande problema dos humanos são as colossais, abissais, e imensas distâncias que os separam de outras possíveis civilizações extraterrestres… No artigo do Professor Hawking que transcrevo abaixo, ele expressa sua preocupação com um nosso possível encontro com os ETs, Particularmente, eu não creio que ele tenha dito isso assim, (mutilam muito as entrevistas), simplesmente porque não podemos, nem temos como evitar um futuro contato de terceiro grau com alienígenas, se eles aparecerem! Como evitar um encontro? Principalmente se esta for a intenção deles.
Eis o “senão” citado atrás!
Não creio que uma civilização que seja “milhares de vezes” mais evoluída que a nossa possua o nosso grau de barbárie e insensatez. Nota-se que o raciocínio do eminente cientista não foi direcionado para o viés do fator “Consolador” de um possível encontro deste tipo, talvez daí advenha a salvação da humanidade, uma sociedade que consegue vencer distâncias estelares, não virá aqui destruir a VIDA na terra, pois, a VIDA que com certeza habita todo o universo, ela é indestrutível. Qualquer humano com visão holística do existir crê e sabe disso, a presença dos alienígenas provar-nos-á que a vida existe sendo comum em toda a nossa Galáxia… Se a vida pulula na Galáxia, pulula em todo o universo, não devemos nos preocupar com um primeiro encontro, é muito provável que no futuro, tais encontros tornar-se-ão coisas banais.

5* A INTELIGENCIA de quem criou o universo não pode ser menosprezada, ela, a INTELIGÊNCIA distribuiu a vida de forma aleatória no universo, e em distâncias estelares, assim, qualquer sociedade de pensantes/falantes que ainda não alcançou um grande desenvolvimento espiritual e tecnológico, estará proibida de visitar outras sociedades, Observem bem, que a sociedade que não alcançar suficiente desenvolvimento espiritual, possuirá instintos não conservacionistas, e assim, estará fadada a se autodestruir… Deduz-se assim, que qualquer raça de seres extraterrestre que conseguir chegar até aqui, será obviamente evoluída tecnologicamente e espiritualmente, pois já conhece o sentido da VIDA dentro do universo, pois, só quem possuir grande desenvolvimento tecnológico e espiritual, conseguirá visitar outras sociedades inteligentes dentro e mesmo fora da Galáxia.
Leia o artigo transcrito abaixo: e pensem no que nos diz o Mestre Hawking sobre o entrevero dos mísseis de Cuba em 1963. Escapamos por pouco.

6* Quem lê meus insossos ensaios neste meu novo blog sabe que temo pela permanência da humanidade no planeta, pois, os caminhos que o homem buscou para se desenvolver, nos levarão inevitavelmente ao CAOS. Podemos, mas, não devemos crescer demograficamente de forma exponencial, pois a matéria prima e a energia contida no planeta é limitada. O crescimento desordenado da humanidade põe em risco a permanência da humanidade no planeta.
Em meados de 2012 completaremos 7 bilhões de comedores de feijão, de arroz e de “amburgueres”, não esquecer dos que passam fome. Em 2022 completaremos 8 bilhões de enchedores de latrinas, (isto conforme o polímata Leonardo Da Vinci). Onde iremos parar? No início da era cristã, éramos 300 milhões, em 1500 quando descobriram a America já éramos 600 milhões, em 1800 já contávamos com 1 bilhão e 200 milhões de falantes, em 1950 já éramos 2 bilhões e meio, em 1987 dobramos e já somávamos 5 bilhões de seres, no anos de 2000 passamos para 6 bilhões, como disse, em meados do ano que vem “2012” já seremos 7 bilhões de parvos, Lembrem-se que os verdadeiramente sábios são contados a dedo… Torno a perguntar! Onde iremos parar?

Eis o complemento do “senão”.
7* Proponho então, que uma das alternativas para a sobrevivência da humanidade, seja a chegada dos alienígenas, pois virá como socorro e CONSOLO desta desprotegida humanidade que vive sobre um magnífico planeta azul, sem conhecer o seu destino, muito menos sua origem, e o pior, está destruindo sua única morada numa rapidez impressionante. A explosão demográfica matará o planeta e por tabela a humanidade. Isto dentro de pouco tempo, e nada podemos fazer. O Mestre Hawking está certo na sua proposição que devemos abandonar o planeta antes de 200 anos. Teremos que parar de se multiplicar, parecemos ratos… O instinto da procriação presente no cérebro límbico do pré-hominídeo propiciou-lhe a perpetuação como espécie. Este mesmo instinto ameaça sua existência já como “homo sapiens sapiens”. Como me parece que nada podemos fazer a respeito da explosão demográfica, resta-nos a esperança de que os alienígenas tragam uma solução para que não desapareçamos. E esta solução nós não podemos prever qual será…
Então que o ET seja o CONSOLADOR prometido…
8* Ora! Somos seres de entendimento, porque possuímos lógica, oriunda da nossa enteléquia, o que nos proíbe de usá-la neste momento? Inda mais num momento tão difícil para toda a humanidade.
Aquele que tiver olhos para ver, que veja o mal que cada um causa a sua única morada, que é este pequeno e lindo planeta azul.
Aquele que tiver sentimento para sentir, sinta, que estamos matando o nosso planeta, que mundo estamos deixando para nossos descendentes?
Mesmo por que!
Aquele que tiver entendimento para entender, entenda que vivemos numa bola de barro solta no espaço, e que nada nos protege de um impacto com um meteoro de grandes dimensões vinda do espaço sideral.
Aquele que tiver ouvidos para ouvir, ouça o ribombar da hecatombe que se aproxima, provocada pela alteração do clima…

9* Sabemos que não há como a ciência diminuir a distância que nos separa dos planetas extra-solares, como também não há como controlar a explosão demográfica, assim, sem um auxilio de fora, (auxilio extraterrestre), a humanidade está irreversivelmente condenada, primeiro ao CAOS, e depois à extinção.

10* Em meados da década de 1960 eu pude entender o quanto as estrelas estão distantes, então vi que somos extremamente solitários no espaço cósmico. Quem nos isolou tanto, e por que nos isolou?
Perdi completamente minha esperança nos ecologistas e nos ambientalistas, nenhum deles possui, não digo entendimento, mas, coragem suficiente para enfrentar o problema maior, que é a explosão demográfica. Salvo raríssimas exceções, os ambientalistas estão na contra mão da salvação do planeta, é de estarrecer… A ladainha deles é: baleia, macaco isso e aquilo, tartaruga, rinoceronte, tigre disso e daquilo, leão marinho. Atentem para o fato de que não sou contra a preservação dos animais, sei muito bem que não sobreviveremos sem a flora e sem a fauna. Com a flora e a fauna viveremos por milhões de anos, sem as duas estaremos no planeta por poucos séculos.

11* Mas, será que conseguiremos proteger o reino animal e o reino vegetal com o descontrole do crescimento da humanidade? Parece-me que eles não entendem que é o excesso de enchedores de latrinas que destrói a fauna e a flora, isto é tão difícil de entender?
Assim, só o que nos resta é a esperança, e nada mais.
Estes assuntos já foram por demais abordados em meus ensaios aqui no blog. Poucos são os seres que se preocupam seriamente, com a explosão demográfica, que inevitavelmente provocará o CAOS em GAIA. Veja o crescimento desordenado da humanidade clicando neste link:

12* Se a ciência não nos promete ou não consegue nos abrir uma saída para outros planetas, restam-nos as palavras de Cristo nos oferecendo o CONSOLADOR.
Eis o que nos diz Jesus Cristo em João 16,7 – : Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for. O Consolador não virá a vós; mas, se eu for, enviar-vo-lo-ei.

Concluindo:
13* Como humano terrestre que creio que sou, sei lá! Tem horas que tenho dúvidas, (pois, tem momentos que penso que sou um ET). Atualmente dedico meu tempo fazendo uma coisa insensata, estou na trilha da burrice, não falo, não penso e nem escrevo para concluir meus livros, nem para postar no blog, estou tentando me dedicar ao principal afazer da insensata humanidade. Não penso em mim, penso nos meus descendentes. Eles não pediram para vir ao mundo… Sinto-me culpado por tê-los trazido a um mundo que brevemente enfrentará o CAOS. Refiro-me a minha segunda geração. E só o faço por que acredito na vinda do “CONSOLADOR”. Passaremos agruras, mas, não desapareceremos como espécie. Sei que sou um sonhador, pois, ainda não consegui perder a esperança na humanidade…
Vitória da Conquista 19 de setembro de 2010
Revisado junho de 2011
Edimilson Santos Silva Movér

Eis o artigo sobre os raciocínios do Mestre Hawking:
14* Enviaram-me este artigo sem citar a fonte:
Pelo menos a foto é da France Press, e adiante citam o jornal inglês Daily Mail como uma fonte de informação…
Stephen Hawking: única chance do ser humano será deixar a Terra
09 de agosto de 2010 • 13h32
O astrofísico Stephen Hawking afirma que, a menos que a raça humana colonize o espaço nos próximos dois séculos, vai desaparecer para sempre. Em entrevista ao site Big Think, o cientista diz que a única chance de sobrevivência do ser humano é sair da Terra e habitar novos planetas. As informações são do site do jornal britânico Daily Mail.
Nos diz o sábio: -“Eu vejo um grande perigo para a raça humana. Houve vezes no passado em que a sobrevivência (do ser humano) foi incerta. A crise dos mísseis de Cuba em 1963 foi uma delas”. “É provável que a frequência dessas ocasiões aumente no futuro. Precisamos de muito cuidado e discernimento para negociar tudo isso com sucesso”. Apesar do aviso, Hawking se diz otimista com a possibilidade de colonizarmos novos mundos.

15* No início deste ano, o cientista havia dito que o ser humano deveria evitar contato com formas de vida alienígenas, já que não temos certeza se elas seriam amigáveis. Desta vez, o astrofísico afirma que o próprio modo de vida da humanidade pode fazê-la desaparecer.
“Nossa população e o uso de recursos finitos do planeta Terra estão crescendo exponencialmente, assim como nossa capacidade técnica para mudar o ambiente para o bem e para o mal”, diz Hawking. “Contudo, nosso código genético carrega instintos egoístas e agressivos que foram vantagens necessárias para a sobrevivência no passado. Será difícil evitar o desastre nos próximos 100 anos, ainda mais nos próximos mil ou 1 milhão de anos”.

16* Hawking já havia falado sobre a possibilidade de ser criada uma espaçonave capaz de viajar para o futuro. Ou seja, o equipamento utilizaria a viagem no tempo (apenas para o futuro) para atravessar grandes distâncias. Segundo a previsão de Hawking, a nave levaria seis anos para atingir sua capacidade máxima – 98% da velocidade da luz -, enquanto que um dia nela seria equivalente a um ano na Terra. Assim, após 80 anos, ela seria capaz de chegar aos limites de nossa galáxia.

  • Um comentário:  Edimilson Santos Silva Movér disse:
17* Preferi abordar num comentário à parte o tema, ou a afirmativa das 6 (seis) últimas linhas da reportagem transcrita acima. Onde, talvez por falta de compreensão ou conhecimento elementar da forma e da dimensão da Via Láctea, o repórter distorce a realidade, e o faz debitando parvoíces ao cientista. Tudo fruto do seu desconhecimento.
18* O homem comum, ou leigo em cosmologia, sabe que não basta atingir a velocidade da luz para viajarmos pela galáxia, não adianta viajar com tal velocidade e ao retornar, o resultado da viagem já não interessar à humanidade presente, quando do seu retorno… Que adianta fazermos uma viagem para voltarmos milhares de anos depois será que ainda estaremos aqui? Será que o resultado da viagem nos interessará? Sem falar nos riscos e nos custos de uma empreitada desta magnitude.
Teremos que utilizar recursos mais sofisticados, como: dobras espaciais, “wormhole”, (buraco de minhoca), e outros, embora no momento, sejam somente ficção! Ora! Se a galáxia tem cem mil anos luz de diâmetro, para atravessá-la, mesmo com a velocidade da luz, demanda cem mil anos. Um dos principais pilares da relatividade geral einsteiniana é o princípio de que a velocidade da luz seja a velocidade limite…
19* Nossa galáxia se vista de lado, possui a forma de dois pratos, um emborcado sobre o outro, com duas protuberâncias no seu centro, no geral esta é a conhecida forma de um disco voador, se vista de cima, possui a forma de uma estrela raiada, com um bojo central de vinte mil anos luz de diâmetro, saindo deste bojo central os quatro braços espirais que se alongam trinta mil anos luz até a borda da galáxia. Os espaços entre estes braços, não estão vazios, mas apinhados de estrelas, só que de forma mais difusa.
20* Em nossa galáxia, num destes braços, o de Órion, está localizado nosso sistema solar, a vinte mil anos luz da borda, e a trinta mil anos luz do centro. Numa vista lateral, o diâmetro maior é de cem mil anos luz, e o menor, ou seja, sua altura no centro é de dez mil anos luz. È interessante observar que nossa galáxia dá um giro completo de 360 graus em 220.000.000 de anos. Isto mesmo, duzentos e vinte milhões de anos.
Viajar oitenta anos dentro da nossa galáxia, mesmo na velocidade da luz, não é significativo. É de 0,08% a diferença entre 80 anos e 100.000 anos. Portanto um nada.

19 de junho de 2011
Edimilson Santos Silva Movér
            moversol@yahoo.com.br  

0 comentários:

Postar um comentário