quarta-feira, 1 de agosto de 2018

SER OU NÃO SER - PROSA POÉTICA






SER OU NÃO SER

NA CONCEPÇÃO DA PSICOLOGIA TRANSPESSOAL DE STANISLAV GROF

To be, or not to be, that is the question
Shakespeare

Pilha de trihões de átomos! Eis um "Ser" completo
Mera roupagem a o expor em sua forma material,
Simples monte de partículas que o faz multipleto,
Tornando-o vivo, mas, somente um "Ser" cemiterial,
Hidrogênio, hélio, lítio, berilo, boro, carbono, aqui
Está a ordem crescente deste elemento primordial,
Estultice é crer que sejamos somente este croqui!
Ordem das arrumações quânticas de tais partículas,
Reverbera dentro de nós a busca por quem somos!
Ser ou não ser? Eis a questão! Ou ser questões espíritas!
Difícil decidir! Se, somos somente nossos cromossomos
Ou se somos o "Ser" trino de minhas alegações empíricas?
No íntimo do Ser algo nos diz! Eis a partícula Divina,
A busca é longa, desde tempos antigos e imemoriais,
Buscamos inutilmente resolver o que nos predestina
Seres de origem divina! Ou meras evoluções animais?
A questão não está resolvida e jamais o foi tão atual!
Nos primórdios da psicologia, ciência que estuda o Ser,
Josef Breuer, Freud, Jung, e finalmente a psicologia
transpessoal revelou-nos as nossas vidas passadas.
Stanislav Groff com coragem e acerto elucidou o fato
e provou que somos eternos! Com a akáshica memória!
Ciência que ele denominou de psicologia transpessoal
nos mostrando vidas que antecedem a própria história
Não há mais como o negar! Vivemos esta ontologia
metafísica como Seres eternos! Sigamos estas pegadas,
E para sempre veremos que nós estamos só no início
desta descoberta que tudo elucida e a todos eterniza!
Mentes brilhantes, espíritos de luz não poderiam errar,
Provando que somos filhos do tempo de forma precisa,
O certo é que não mais precisamos com isto nos preocupar!

Um apêndice de uma carta que dirigi ao irmão Victor Hugo Médici

Vitória da Conquista-Ba. 05 de março de 2007
Edimilson Santos Silva Movér


0 comentários:

Postar um comentário